A (des) necessidade da expressa alusão à busca pela felicidade na normatividade constitucional pátria

21 . junho . 2016 . Por Dra Bianca Medran Moreira – NWADV/PORTO ALEGRE/RS

Poesias, músicas, religiões e a maioria dos filósofos, desde o começo da história do homem na Terra, preocuparam-se com a chamada felicidade. Todas as tentativas de conceituá-la, no entanto, parecem reducionistas e incompletas. Felicidade é tema inesgotável, polêmico e complexo. Assunto que propicia debates e reflexões sem fim, latentes nas mais diversas áreas do conhecimento e que dificilmente encontram consensos.

Leia na íntegra acessando o link: http://www.nwadv.com.br/wp-content/uploads/2018/08/21062016.pdf