(Português) COVID-19: O PEDIDO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL: PRÓS E CONTRAS

NWADV . 18 . June . 2020 . By DR. MARCOS ROBERTO DE MORAES MANOEL

(Português) Passados quase três meses desde a decretação do estado de calamidade pública em decorrência da pandemia, ainda não se conhece a profundidade e a extensão da crise econômica que veio a reboque. É notório que o PIB encolherá, sendo que a OCDE estima uma retração de 7,4% e o Banco Mundial de 8%. As pessoas sofrem com o desemprego e a diminuição de renda, ao passo que as empresas, salvo raras exceções, enfrentam diminuição de receita e de lucro e, consequentemente, problemas de caixa, com dificuldade para honrar os stakeholders e o Fisco. [1] Sabe-se, outrossim, que empresas de diversos segmentos já aforaram pedidos de recuperação judicial, buscando a guarida do Poder Judiciário para o fim de reorganizarem suas atividades e finanças e continuarem a existir no pós-crise. No mês de maio próximo passado, houve um aumento de 69% nos pedidos de recuperação judicial e de 30% nos pedidos de falência em comparação com o mês anterior. [2]