Intervenção no Rio: Estado terá um ‘governador da Segurança’

Veja . 16 . fevereiro . 2018 . Por Guilherme Vanaglia

“Mesmo que o Exército já tenha assumido uma ou outra função de coordenação, como ocorreu no Espírito Santo durante a greve dos policiais em 2017, é algo que pode ser dispensado caso o estado ajudado por ventura não queira ou não precise mais. Nesse caso não, é uma decisão do presidente, que poderia ser tido feita mesmo que à revelia do governo”, explica a advogada constitucionalista do NWADV Vera Chemim