RB| Projetos ambientais e sociais são premiados em feira de empreendedorismo do INW

Paraná Portal . 10 . dezembro . 2019 . Por Ruy Barrozo

Realizada na UNIBES – União Brasileira Israelita do Bem-Estar Social, em São Paulo, a feira reuniu 15 grupos de alunos que são atendidos pelo programa eZAPe! Virtudes Empreendedoras, apoiado pelo INW e que tem como proposta a transformação social por meio de uma metodologia exclusiva que utiliza técnicas voltadas ao empreendedorismo.

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-17

Os projetos foram submetidos à análise de um júri.

Entre os quesitos analisados estavam inovação, sustentabilidade financeira e viabilidade técnica.

A apresentação, que teve início às 10h, se estendeu durante todo o dia.

Cada grupo teve oito minutos de apresentação e três minutos para responder as perguntas dos jurados.

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-17

Cada turma podia vir acompanhada do seu educador e de um gestor da organização.

Ao final, três projetos foram premiados.

O terceiro lugar ficou com o projeto Protection V, ligado à Associação Comunitária Despertar.

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-17

O projeto reaproveita o tecido de guarda-chuvas quebrados para fazer um tipo de bota impermeável para motoboys.

A segunda colocação ficou com o projeto E-Trampo, de um grupo de alunos da UNIBES.

Os jovens apresentaram um app que aproxima empresários e profissionais (garçons, animadores de festa, monitores etc.) do setor de eventos – uma espécie de agência de emprego virtual sem custos para quem está buscando trabalho.

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-17

O primeiro lugar ficou com o Projeto Compostalize, também de um grupo de alunos da UNIBES.

A ideia é aproveitar lixo orgânico doméstico e produzir adubo, dentro da própria casa da pessoa.

Além de um troféu, os vencedores receberam um voucher para compras e vão participar de um programa de mentoring, onde profissionais mais experientes transmitem conhecimento aos jovens.

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-18

O principal objetivo da feira, de acordo com Anne Wilians (foto), presidente do INW, “é motivar adolescentes e jovens para que exerçam o protagonismo, desenvolvendo competências socioemocionais, e para que se preparem melhor para o mercado de trabalho”.

WhatsApp-Image-2019-12-03-at-17

“O nível dos projetos apresentados é sempre uma surpresa. Os estudantes se superam, com soluções criativas que podem impactar a realidade da comunidade onde vivem”, arremata Anne.

No próximo dia 9, a Feira acontece em Salvador/BA; no dia 10, em Jaboatão dos Guararapes/PE, e no dia 18, em Arapiraca/AL.

Atualmente, o INW desenvolve cinco programas educacionais.

Criada em 2017, a entidade já beneficiou 10 mil jovens diretamente e 90 mil indiretamente.