Reforma trabalhista altera 117 artigos da CLT.

O Povo . 19 . abril . 2017

Ana Paula Barbosa Pereira, coordenadora do setor trabalhista da filial Maranhão do escritório NELSON WILIANS & ADVOGADOS ASSOCIADOS, ressalta que este mesmo princípio, muitas vezes é revestido por um viés paternalista que desvirtua a real finalidade da legislação. “Por um lado, isso garante resultados isolados aparentemente benéficos aos trabalhadores, de outro, é certo que essa característica tende a fragilizar a segurança jurídica, reforçando sobremaneira a necessidade de reformulação do aparato normativo trabalhista em alguns pontos, de modo a modernizá-los, jamais reduzi-los ou revogá-los”.